ARISTÓTELES NA PERSPECTIVA DA LIBERDADE INTELECTUAL NA OBRA SOBRE A LIBERDADE DA VONTADE DE SCHOPENHAUER

  • Antonio Alves UEL
Palavras-chave: Schopenhauer, Aristóteles, liberdade intelectual, volutário, involuntário.

Resumo

no presente artigo tive por objetivo fazer um estudo a respeito da influência de Schopenhauer em relação a Aristóteles a partir do conceito de liberdade intelectual na obra Sobre a liberdade da vontade, texto apresentado pelo filósofo como resposta ao concurso de 1837 realizado pela Sociedade Real Norueguesa de Ciências de Trondheim. Para tal empreendimento busquei a partir do conceito de liberdade intelectual de Schopenhauer averiguar as obras Ética a Eudemo e Ética a Nicômaco de Aristóteles na intenção de clarear as indicações feitas pelo filósofo alemão, de que a liberdade intelectual segue o voluntário e o involuntário de acordo com o pensamento [διάνοιαν] nos termos de Aristóteles.

Referências

ARISTOTELES. Ethica Nicomachea I, I 3 – III 8 Tratado da virtude moral, tradução notas e comentários de Marco Zingano, Edysseus: São Paulo, 2017.
ARISTOTELIS. Ethica Eudemia. Oxford University Press: New York, 1991.
ARISTOTLE. Eudemian Ehics: Books I, II and VIII, Translated by: Michael Woods, 2° edition. Clarendon Press Oxford: New York, 2005.
ARISTOTLE. Nicomachen Ethics. Translated by: Roger Crisp, Cambridge University Press: United Kingdom, 2004.
CARTWRIGHT, D. E. Historical Dictionary of Schopenhauer’s Philosophy, The Scarecrow Press: Toronto, 2005.
DIODORO, S. Biblioteca Histórica, Libros IV-VIII, Traducción y notas de Juan José Torres Esbarranch. Madrid: Editorial Gredos, 2004.
FRANCHINI, A. S; SEGANFREDO, C. As 100 melhores história da mitologia: deuses, heróis, monstros e guerras da tradição greco-romana, 9° edição. L&PM: Porto Alegre, 2007.
SAFRANSKI, R. Schopenhauer e os anos mais selvagens da filosofia. Tradução de William Lagos. São Paulo: Geração Editorial, 2011.
SCHOPENHAUER, A. Gesammelte Briefe. hrsg. von Arthur Hübscher. Bonn: Bouvier, 1978.
SCHOPENHAUER, A. O mundo como vontade e como representação, Tomo I, 2° edição revisada, tradução de Jair Barboza, UNESP: São Paulo, 2015.
SCHOPENHAUER, A. O mundo como vontade e como representação, Tomo II, tradução de Jair Barboza, UNESP: São Paulo, 2015.
SCHOPENHAUER, A. Parerga y Paralipómena I. Traducción de Pilar López de Santa María. Madrid: Editorial Trotta, 2009.
SCHOPENHAUER, A. The two fundamental problems of ethics. Translation of David E. Cartwright and Edward E. Erdmann. New York: Oxford University Press, 2010.
STEPHANIDES, M. Prometeu, os homens e outros mitos. Tradução de Marylene Pinto Michael. São Paulo: Odysseus, 2019.
ZINGANO, M. Em: ARISTOTELES. Ethica Nicomachea I, I 3 – III 8 Tratado da virtude moral, tradução notas e comentários de Marco Zingano, Edysseus: São Paulo, 2017.
Publicado
2021-07-16
Seção
Artigos