VIDA MARIA E O ENSINO DA MATEMÁTICA: ALGUMAS REFLEXÕES

  • Rosangela Ramon
  • Nagmar Ferreira De Souza Unioeste
  • Tiago Emanuel Klüber

Resumo

Este texto explicita uma compreensão de cunho qualitativo sobre o ensino da Matemática que emergiu da discussão do curta-metragem Vida Maria. Para buscar tal compreensão, assumimos uma postura fenomenológica hermenêutica e deixamo-nos conduzir pela interrogação: o que se mostra do diálogo realizado ao relacionar o ensino da Matemática e o curta-metragem Vida Maria? Ao adentrar no dito pelos sujeitos significativos, na sua maioria professores, o movimento de análise permitiu-nos chegar a dois núcleos de ideias: perpetuação do ensino da Matemática e o movimento de realizar rupturas e mudanças no ensino da Matemática, que, ao serem interpretados, nos revelaram que poucas mudanças ocorreram com relação ao ensino da Matemática, visto que fica evidenciado um certo enraizamento de uma tradição na forma de ensinar esta ciência. Outros aspectos evidenciados referem-se à busca pela “forma de ensinar”, à valorização do processo de mudança e à importância de um coletivo para que as mudanças aconteçam.

Referências

BECKER, F. Educação e Construção do Conhecimento. 2.ed. Porto Alegre: Penso, 2012.

BICUDO, M. A. V. Filosofia da Educação Matemática segundo uma perspectiva fenomenológica. In: BICUDO, M. A. V. (Org.) Filosofia da Educação Matemática: fenomenologia, concepções, possibilidades didático-pedagógicas. São Paulo: Editora UNESP, 2010.

BICUDO, M. A. V. Pesquisa qualitativa fenomenológica: interrogação, descrição e modalidades de análises. In: Maria Aparecida Viggiani Bicudo. (Org.). Pesquisa qualitativa segundo a visão fenomenológica. São Paulo: Editora Cortez, 2011. p. 11-28.

BICUDO, M.A.V. Pesquisa Fenomenológica em Educação: Possibilidades e desafios; Revista Paradigma (Edición Cuadragésimo Aniversario: 1980-2020), V. XLI, p. 30- 57, 2020.

BICUDO, M. A. V.; GARNICA, A. V. M. Filosofia da Educação Matemática. Belo Horizonte: Autêntica, 2011.

BICUDO, M. A.V; KLÜBER, T. E. Pesquisa em Modelagem Matemática no Brasil: a caminho de uma metacompreensão. Cadernos de Pesquisa, v. 41, n. 144, p. 904 – 927, 2011.

BURAK, D.; KLÜBER, T. E. Educação Matemática: contribuições para a compreensão de sua natureza. Acta Scientiae, Canoas, v. 10, p. 93-106, jul./dez. 2008.

D’AMBROSIO, B. S. Como ensinar matemática hoje? Temas e Debates. SBEM. Ano II. N2. Brasília. 1989. p. 15-19.

D'AMBROSIO, B. S. Formação de Professores de Matemática para o Século XXI: o Grande Desafio. Pro-posições, Campinas - SP. 1993, v. 4, n. 1, p. 35-41.

HEIDEGGER, M. Que é uma coisa? Doutrina de Kant dos Princípios Transcendentais. Trad. Carlos Morujão. Lisboa: Edições 70, 1992.

HEIDEGGER, M. Ser e tempo. Tradução e organização: Fausto Castilho. Campina, SP: Editora Unicamp e Editora Vozes, 2012.

HERMANN, N. Hermenêutica e educação. São Paulo: DP&A, 2002.

HOUAISS, Antônio. Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva, 2004.

JAPIASSÚ, H; MARCONDES, D. Dicionário Básico de Filosofia. 4º ed. Rio de Janeiro. Jorge Zahar. 2006.

KLÜBER, T. E; TAMBARUSSI, C. M. Formação de professores em Modelagem Matemática no contexto do Programa de Desenvolvimento Educacional do Paraná, PDE. Ciência & Educação, Bauru, v. 23, n. 4, p. 851-866, 2017.

MEYER, J. F. C. A.; CALDEIRA, A. D.; MALHEIROS, A. P. S. Modelagem em Educação Matemática. 4 ed. Belo Horizonte, MG: Autêntica Editora, 2019.

MIGUEL, A. História, filosofia e sociologia da educação matemática na formação do professor: um programa de pesquisa. Educação e Pesquisa, v. 31, n.1, p. 137-152, janeiro/abril de 2005.

RODRIGUES, G. M. Desenvolvimento profissional em um grupo de trabalho: professores de matemática que ensinam por meio de softwares educacionais. 2013. 291 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Ciências, 2013. Disponível em: . Acesso em: 30 set 2020.

SKOVSMOSE, O. Desafios da reflexão em Educação Matemática Crítica. Campinas: Papirus, 2008.

SOUZA, L. A. A. de. Desvalorização social da profissão docente no cotidiano da escola pública no discurso do professor. In: X CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO E I SEMINÁRIO INTERNACIONAL DE REPRESENTAÇÕES SOCIAIS, SUBJETIVIDADE E EDUCAÇÃO, 2011, Curitiba, Anais. p. 4812 a 4823. Disponível em: . Acesso em: 30 set 2020.

VIDA MARIA. Direção: Márcio Ramos. Produção: Márcio Ramos. Local: Trio Filmes, 2007. (8 min. e 35 seg). Disponível em: < https://www.youtube.com/watch?v=yFpoG_htum4>. Acesso em: 30 set 2020.
Publicado
2021-09-30
Como Citar
Ramon, R., De Souza, N., & Klüber, T. (2021). VIDA MARIA E O ENSINO DA MATEMÁTICA: ALGUMAS REFLEXÕES. Revista Paranaense De Educação Matemática, 10(22), 222-241. Recuperado de http://revista.unespar.edu.br/index.php/rpem/article/view/999
Seção
Artigos Científicos