DIÁLOGOS SOBRE DIFERENTES OLHARES EM CONTEXTOS FORMATIVOS DE PROFESSORAS QUE ENSINAM MATEMÁTICA NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

  • Mariana dos Santos Cezar Universidade Estadual de Campinas - Unicamp

Resumo

O artigo apresenta reflexões sobre a possibilidade de dialogar com docentes, visando apreender diferentes olhares a respeito de situações oriundas do contexto de sala de aula, buscando, também, respeitar diferentes compreensões da realidade. Esta investigação é um recorte de uma pesquisa de doutorado, de abordagem qualitativa, realizada com cinco professoras dos anos iniciais do Ensino Fundamental, que objetivou compreender o desenvolvimento do processo de empoderamento docente em contextos formativos. Nesta pesquisa, propomos uma ação formativa que foi subsidiada pelo diálogo entre pesquisadora e participantes e teve seu conteúdo programático construído a partir dos saberes das participantes e de suas relações com o contexto escolar. Cabe salientar que, ao longo de quinze encontros, discutimos temáticas identificadas nos diálogos com as participantes. Para este artigo, optamos por apresentar discussões e análises relativas ao tema Dialogando sobre diferentes olhares. Os dados produzidos foram interpretados à luz da Análise Dialógica do Discurso, proveniente dos estudos bakhtinianos. Os resultados mostraram que o trabalho de formação, realizado nesta pesquisa, viabilizou ao grupo de participantes refletir a respeito da forma como cada uma (re) age diante de situações de ensino no contexto de sala de aula.

Referências

ALRØ, H.; SKOVSMOSE, O. Diálogo e Aprendizagem em Educação Matemática. Tradução: Orlando Figueiredo. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2010.

BAKHTIN, M. Questões de literatura e de estética. 2. ed. São Paulo: Editora Hucitec, 1990.

¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬¬_____________. Estética da criação verbal. Tradução: Maria Ermantina Galvão G. Pereira. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

BAKHTIN, M.; VOLOSHINOV, V. N. Discurso na vida e discurso na arte. Tradução: Cristóvão Tezza e Carlos Alberto Faraco. Texto de circulação acadêmica, 1976. Disponível em: Discurso na vida e discurso na arte – Google Acadêmico. Acesso em 15 de ago. 2020.

BOGDAN, R., BIKLEN S. Investigação Qualitativa em Educação: uma introdução à teoria e aos métodos. Porto, Portugal: Porto Editora, 1994.

BOUFLEUER, J. P. Cognoscente (Ato). In: STRECK, D. R.; REDIN E.; ZITKOSKI, J. J. (Org.). Dicionário Paulo Freire. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2019. p. 87 – 88.

BRASIL. Ministério da Educação, Secretaria de Educação Básica. Pró-Letramento Programa de Formação Continuada de Professores dos Anos/Séries Iniciais do Ensino Fundamental Matemática. Brasília, 2007.

CEZAR, M. S. Saberes em relações dialógicas: “não há saber mais ou saber menos, há saberes diferentes”. Pesquisa e Debate em Educação, v. 10, n. 2, p. 1247–1258, 2020. Disponível em: https://periodicos.ufjf.br/index.php/RPDE/article/view/31509. Acesso em: 9 abr. 2021.

FARACO, C. A. Linguagem e diálogo: as ideias linguísticas do círculo de Bakhtin. São Paulo: Parábola Editorial, 2009.

FAUSTINO, A. C. "Como você chegou a esse resultado?": o diálogo nas aulas de Matemática dos anos iniciais do Ensino Fundamental. 2018. 232f. Tese (Doutorado em Educação Matemática) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Rio Claro, 2018.

FIORIN, J. L. Introdução ao pensamento de Bakhtin. São Paulo: Editora Ática, 2011.

FREIRE, P. Educação como prática da liberdade. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1967.

_________. Pedagogia do oprimido. 66º ed. Rio de Janeiro/São Paulo: Paz e Terra, 2018.

_________. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 58º ed. Rio de Janeiro/São Paulo: Paz e Terra, 2019a.

_________. À sombra desta mangueira. 12º ed. Rio de Janeiro/São Paulo: Paz e Terra, 2019b.

FREIRE, P.; MACEDO, D. Alfabetização: leitura do mundo, leitura da palavra. Tradução: Lólio Lourenço de Oliveira. 6. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2013.

LUDKE, M; ANDRÉ, M. E. D. A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

MIOTELLO, V. Ideologia. In: BRAIT, B. (Org.). Bakhtin: conceitos chave. 5. ed. São Paulo: Contexto, 2020. p. 167 – 176.

STELLA, P. R. Palavra. In: BRAIT, B. (Org.). Bakhtin: conceitos chave. 5. ed. São Paulo: Contexto, 2020. p. 177 – 190.

TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. 17. ed. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 2014.

TEIXEIRA, P. M. M.; MEGID NETO, J. Uma proposta de tipologia para Pesquisas de Natureza Interventiva. Ciência e Educação, Bauru, v. 23, n. 4, p. 1055 - 1076, 2017.

THIOLLENT, M. Metodologia da pesquisa-ação. 18º. ed. São Paulo: Cortez, 2011.
Publicado
2021-09-30
Como Citar
Cezar, M. (2021). DIÁLOGOS SOBRE DIFERENTES OLHARES EM CONTEXTOS FORMATIVOS DE PROFESSORAS QUE ENSINAM MATEMÁTICA NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL. Revista Paranaense De Educação Matemática, 10(22), 290-307. Recuperado de http://revista.unespar.edu.br/index.php/rpem/article/view/911
Seção
Artigos Científicos