A PRESENÇA DOS CONTEÚDOS ESTRUTURANTES DA EDUCAÇÃO BÁSICA EM PROVAS DA OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA DAS ESCOLAS PÚBLICAS E PARTICULARES

  • Lucas Mota Costa
  • Paulo Wichnoski
  • Roberta Chiesa Bartelmebs

Resumo

Neste trabalho analisamos as provas do nível 3, aplicadas na primeira fase da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas e Particulares (OBMEP), no período de 2005 a 2019 e nos interessamos, enquanto foco da pesquisa, pelos conteúdos estruturantes de matemática da Educação Básica. Perseguimos este objetivo com a interrogação: como se revela a presença dos conteúdos estruturantes da Educação Básica nas provas da primeira fase, do nível 3, da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas e Particulares? O estudo seguiu a abordagem qualitativa, do tipo documental e considerou tanto o enunciado das questões, quanto as respectivas resoluções para a análise. Desse proceder, é possível inferir que a presença dos conteúdos estruturantes da Educação Básica nas provas da OBMEP, no período supracitado, se revela plural, parcial e timidamente inter-relacionada. Os campos da Aritmética e da Álgebra foram preponderantes nas provas, seguidos da Geometria e da Estatística. Há indícios de desencontros entre o que está proposto nos documentos oficiais e o que foi apresentado nas provas da OBMEP, no tocante aos conteúdos matemáticos, o que pode promover certa desarmonia entre aquilo que é ensinado nas escolas e cobrado nas avaliações.

 

Referências

BALADELI, A, P, D. Identidades socioculturais no livro didático: em busca do ensino crítico de Língua Inglesa. São Paulo: Paco Editorial, 2014.

BIONDI, R. L.; VASCONCELLOS, L.; MENEZES-FILHO, N. A. Avaliando o impacto da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) no desempenho de matemática nas avaliações educacionais. Anais. Rio de Janeiro: Sociedade Brasileira de Econometria, 2009.

BOGDAN, R. C.; BIKLEN, N. K. Investigação qualitativa em educação. (Trad.) Alvarez, M. J., Santos, S. B., Baptista, T. M. Porto: Porto Editora, 1994.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC, 2017. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNC C_20dez_site.pdf. Acesso em: 20 de maio de 2020.

______. Mistério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Parâmetros Curriculares Nacionais: ensino médio. Brasília, MEC, 2000. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/blegais.pdf. Acesso em: 20 de maio de 2020.

______. Ministério da Educação. PDE: Plano de Desenvolvimento da Educação: Prova Brasil: ensino fundamental: matrizes de Referência, Temas, Tópicos e Descritores. Brasília, MEC, SEB; Inep, 2008.

______. Mistério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Orientações Educacionais Complementares aos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN+). Ciências da Natureza e Matemática e suas tecnologias. Brasília: MEC, 2006.

FONSÊCA, K. G.; ULISSES, E. M.; OLIVEIRA, F. M. Análise das provas da olimpíada brasileira de matemática das escolas públicas. Revista Científica Interdisciplinar, n. 2, v. 2, p. 63-87, 2015.

MORIN, E. Introdução ao Pensamento Complexo. Lisboa: Instituto Piaget, 1991.

NASCIMENTO, L. P.; SILVA, I, D, F.; PEREIRA, A, L. A diversidade cultural brasileira em livros didáticos para o ensino de língua portuguesa. Revista Temática, v. 13, n. 4, p. 105-121, 2017.

OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA DAS ESCOLAS PÚBLICAS - OBMEP. Apresentação 2015, 2015. Disponível em: http://www.obmep.org.br/apresentacao. Acesso em: 03 de junho de 2020.

ORGANIZAÇÃO PARA A COOPERAÇÃO E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO - OECD, Programme for international student assessment. Disponivel em: http://www.oecd.org/pisa/PISA-2015-Brazil-PRT.pdf. Acesso em: 19 de janeiro de 2021.

RICHARDSON, R, J. Pesquisa social: métodos e técnicas. São Paulo: Atlas, 1999.
Publicado
2021-09-30
Como Citar
Costa, L. M., Wichnoski, P., & Bartelmebs, R. C. (2021). A PRESENÇA DOS CONTEÚDOS ESTRUTURANTES DA EDUCAÇÃO BÁSICA EM PROVAS DA OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA DAS ESCOLAS PÚBLICAS E PARTICULARES. Revista Paranaense De Educação Matemática, 10(22), 406-424. Recuperado de http://revista.unespar.edu.br/index.php/rpem/article/view/1164
Seção
Artigos Científicos