Percepções de alunos sobre a figura social do professor

  • Ana Carolina Faria Coutinho Gléria Universidade Federal de Alagoas (UFAL)
  • Herbert Luan Lopes da Silva Universidade Federal de Alagoas (UFAL)

Resumo

A profissão docente no Brasil é permeada historicamente por inúmeros estigmas sociais: a baixa remuneração, as condições precárias das escolas públicas, a indisciplina dos alunos, a sobrecarga de trabalho e vários outros fatores, que tornam suas condições de trabalho difíceis; além da difusão da opinião da mídia e de grupos sociais, que criam estereótipos caricaturados. Assim sendo, configurou-se, como objetivo desta pesquisa, analisar quais os perfis docentes materializados, através dos discursos de discentes do ensino médio em uma escola pública. Para isso, a metodologia teve uma abordagem qualitativa, com auxílio de uma pesquisa de campo apoiada por intermédio de entrevistas com estudantes, tendo como fundamento, para sua interpretação, a análise do discurso e as concepções entre escola e sociedade. As respostas foram divididas em quatro categorias, cujos resultados sugerem que a percepção dos alunos sofre influências, tanto das interações diárias com os mais variados tipos e estilos de professor, como também pelos estigmas que a sociedade tem sobre a profissão docente. Nossas conclusões apontam que a visão dos discentes sobre o professor é pautada na perspectiva da desvalorização profissional do docente, mas também apoiada no fato de o professor ser um construtor de conhecimento, um sujeito inteligente e que sabe lidar com as mais diversas realidades, as quais estão presentes no cotidiano de uma sala de aula.

Publicado
2020-06-05
Seção
Artigos de fluxo contínuo