Os (des)caminhos do sentido: a representação do gênero e sua (re)significação oficial na segurança pública brasileira

  • Deyvid Braga Ferreira Universidade Federal de Alagoas (UFAL)
  • Elione Maria Nogueira Diógenes Universidade Federal do Maranhão (UFMA)
  • Fabrícia Carla Albuquerque Silva Universidade Federal de Alagoas (UFAL)

Resumo

Este artigo tem por objetivo analisar o discurso do material de cursos online para policiais, especificamente no que concerne a orientações e ao conceito de “informação”, bem como, as formas sobre abordagens às pessoas da comunidade LGBTTI. A metodologia utilizada para desvelar tal problemática, foi à pesquisa qualitativa, com revisão bibliográfica. Nossa perspectiva teórica foi a da Análise do Discurso de vertente francesa, que trabalha a relação língua, ideologia e história. Nossa categoria de análise foi a Formação Ideológica (FI), presente no recorte do material didático que selecionamos. Os resultados desta pesquisa mostraram que o curso de capacitação apresenta conceitos heterogêneos e pouco claros, relegando muitas vezes ao policial o papel que o próprio Estado deveria adotar (protetivo, assistencialista...), mas omite-se.

Publicado
2020-06-05
Seção
Dossiê Gênero