SENTIDOS ATRIBUÍDOS POR PROFESSORES-TUTORES AOS SEUS (NÃO)SABERES DIDÁTICO-PEDAGÓGICOS

Palavras-chave: Docência universitária. Saberes profissionais. Saber didático-pedagógico. Problem-Based Learning

Resumo

Este artigo apresenta resultados de pesquisa qualitativa, do tipo estudo de caso, que objetivou compreender quais são os saberes didático-pedagógicos mobilizados por tutores no método Problem-Based Learning (PBL) do curso de Engenharia de   Computação de uma universidade pública baiana. A seguinte questão subsidiou o   processo investigativo: qual repertório de saberes didáticos e pedagógicos são mobilizados por professores-tutores de uma universidade baiana no processo de mediação didática no método PBL? Os dados foram coletados por meio de casos de ensino e questionários aplicados a oito professores-tutores. Os resultados apontam   que os saberes dos participantes é frágil, pois a maioria diz não ter formação sobre esses aspectos, o que reverbera em exercício docente intuitivo no Ensino Superior.

Biografia do Autor

Aline Daiane Nunes Mascarenhas

Possui graduação em Licenciatura Em Pedagogia (UEFS, 2006), Especialização em Educação Especial (UEFS, 2008), Mestre pela Universidade Federal da Bahia (2011) e Doutorado pela UFBA (2015). Atualmente é docente na Universidade Estadual da Bahia, Campus V no colegiado de História. Atua principalmente nos seguintes temas: Educação em Direitos Humanos, Didática e formação de professores; escolarização em enfermarias pediátricas e Educação Inclusiva. Coordenadora do Núcleo Docente Estruturante do Curso de História, Campus V/UNEB. Pesquisadora no projeto Interlocuções entre Educação em Direitos Humanos, Currículo e Formação de Professores, parceria interinstitucional UFPE/UNEB.

Publicado
2021-07-20
Seção
Artigos de fluxo contínuo