Uma revisão sistemática sobre semiótica, multimodalidade e ensino de ciências da natureza na educação do aluno surdo

  • Jomara Mendes Fernandes Universidade Federal da Bahia (UFBA)
  • Ivoni Freitas-Reis Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
  • Waldmir Nascimento de Araújo Neto Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

Resumo

A recorrente necessidade de manipulação de fenômenos, símbolos e modelos no processo de ensino e aprendizagem de conhecimentos químicos faz com que a habilidade de compreensão de signos seja crucial. Tratando-se especialmente da educação de surdos, é por meio principalmente da visão que se estabelece o canal de comunicação dessas pessoas e esse fato torna o signo visual um elemento ainda mais importante e de grande interesse na área. Diante disso, o objetivo do presente trabalho foi o de reunir e analisar recentes publicações nacionais e internacionais que versam sobre semiótica e/ou multimodalidade no Ensino de Química para surdos. Para tanto, foi realizado um levantamento sistemático de um período de dez anos de publicação das principais revistas e periódicos da área de Ensino de Química, Educação de Surdos, Ensino de Ciências e Inclusão, empregando-se nesta busca uma combinação de descritores em português, inglês e espanhol. O resultado do levantamento bibliográfico revelou que, além de ser ínfimo o número de pesquisas que tratam do tema em pauta, esses demonstram a peremptória importância das práticas multimodais pautadas em recursos visuais para o desenvolvimento educacional do aprendiz surdo. Verificamos que as pesquisas apontam para a urgência do desenvolvimento de estratégias com esse viés, a fim de facilitar o acesso do surdo ao conhecimento científico.

Publicado
2020-08-11
Seção
Artigos de fluxo contínuo