THE IMPACTS OF LEARNING TO READ ON BRAIN ACTIVITY AND A SOCIOCULTURAL VIEW ON HUMAN COGNITIVE FUNCTIONING: A POSSIBLE RELATION

Palavras-chave: Human Cognition, Sociocultural Theory, Reading, Brain activity

Resumo

Abstract: the present paper has a threefold objective: (i) to present a sociocultural view on human mental functioning; (ii) to review studies on the impacts of learning to read on brain activity; and (iii) to draw a parallel between a vygotskian view on human cognition and neuroscientific evidence of how learning to read impacts brain activity. The studies reviewed show the ways reading acquisition results in changes in brain activity, as well as how the brain reorganizes itself in order to accommodate new functions as a response to this process. From a vygotskian instance, this illustrates how one’s cognitive development is fostered on the external plane as they interact with socioculturally constructed means.

Biografia do Autor

Matheus André Agnoletto, Universidade Federal de Santa Catarina

Possui graduação em Letras Inglês - Licenciatura e Bacharelado pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e mestrado pelo Programa de Pós-Graduação em Inglês (PPGI) da Universidade. Atualmente, é aluno de doutorado do mesmo programa, atuando como pesquisador na área de formação de professores de línguas estrangeiras, sua pesquisa sendo predominantemente de fundamentação sociocultural. Além disso, trabalha como subcoordenador pedagógico dos Cursos Extracurriculares de inglês da UFSC, nos campi de Florianópolis e Blumenau.

Lêda Maria Braga Tomitch, Universidade Federal de Santa Catarina

É professora titular do Departamento de Língua e Literatura Estrangeiras da Universidade Federal de Santa Catarina, atuando no Programa de Pós-Graduação em Inglês: Estudos Linguísticos e Literários desde 1996. Possui mestrado em Letras (Inglês e Literatura Correspondente) (1988) e doutorado em Letras (Linguística Aplicada) (1995), ambos pela UFSC. Realizou pós-doutoramento na área de processamento da linguagem, no Center for Cognitive Brain Imaging, na Carnegie Mellon University, nos EUA (1999-2000), e na Universidade de Auckland, na Nova Zelândia, no Centre for Brain Research (Fev 2018 a Jan 2019). Seus interesses de pesquisa incluem os seguintes temas: relação entre a capacidade da memória de trabalho e a compreensão e produção escritas; a implementação dos processos componenciais da leitura no cérebro humano; e o ensino da leitura.

Publicado
2021-07-20
Seção
Artigos de fluxo contínuo